Notícias

Pessoas Com Diabetes

A maioria dos diabéticos nestes anos desenvolve complicações graves e fatais, mas entre 10% e 15% estão livres eles são os únicos que estam interessados, afirma Valéria Lyssenko, ela conduz o estudo juntamente com Peter Nilson ambos das universidades de Lund, na Suécia.

Os estudos sobre as complicações diabéticas, são mecanismo fundamentais ainda não estão conhecidos, também não é possível prevenir ou tratar os danos aos vasos sanguíneos que atingem a maioria dos pacientes. “Os vasos sanguíneos entre outros órgãos do corpo tornam-se revestidos de açúcar . É similar ao envelhecimento biológico precoce”, compara Nilson.

Comente Via FaceBook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.